A importância dos blogs próprios para as marcas de moda: 4 motivos para investir na ideia

Recentemente a top marca de acessórios Schutz reuniu em Nova York as principais estrelas da era digital para o lançamento do F.I.S. – Fashion, Info & Shop, nova plataforma de e-commerce baseada na geração de conteúdo e informação de qualidade para contribuir com a experiência da cliente na loja virtual.

“No mês em que a on-line store da Schutz comemora 5 anos, o site ganha repaginação, upgrade de conteúdo e um nome. O novo momento traz uma versão diferente do site, com mais interação social, conteúdo de moda e lifestyle, tornando a compra uma experiência aprimorada”- essa é a descrição que a equipe da marca de acessórios dá ao novo investimento.

Dizemos investimento porque essa tomada de decisão não é simples, a ação envolve muito a ser levado em consideração: produção de textos e fotos, divulgação (não só pelas redes sociais, mas também pelas newsletters), diagramação (design), um bom site/blog, impressão no caso de revistas físicas e etc.

Isso reacende a discussão sobre a importância de blogs, revistas, e-books e catálogos próprios para as empresas de moda, afinal, além da gigante Schutz, muitas empresas vêm se atentando para esse diferencial e se beneficiam muito com isso – a I Love E-commerce e aShop Togheter são ótimos exemplos disso.

Tantas marcas de peso aderindo à prática é uma prova de que, ao contrário do que muitos gestores de empresas que estão com boas vendas afirmam quando dizem que “manter o que está fazendo já está bom, afinal estou vendendo bem”, é necessário sim abrir seu leque de atuação quando o assunto é marketing e comunicação.

Sim, a Schutz também está vendendo muito bem, mas como uma empresa visionária, ela sabe que não pode viver somente de um nome forte, ela precisa estar ali presente, inovando e levando cada vez mais conteúdo de qualidade para envolver seu público. E atenção para isso também: não adianta só ter um canal de informações por ter, o conteúdo tem que ser interessante, bem feito, com boas imagens, bons textos, boa seleção de assuntos, boa divulgação e boa freqüência de postagem para ter um bom retorno. Uma curadoria sensata, antenada e de acordo com o posicionamento da marca é a chave do sucesso.

 

Você deve estar se perguntando: “Mas, na prática, porque eu devo investir nisso?”

1.O Google sobe o ranqueamento do seu site (eles te “encontram mais facilmente”) e, além disso, o potencial da sua marca aumenta exponencialmente ao poder ser encontrada, com muito mais facilidade, no resultado de buscas de internautas do mundo todo. Afinal, você está citando, em seus títulos e textos, palavras chaves que as clientes procuram no Google;

2.Seu cliente passa a entender, se inteirar, ser fã e fazer parte de todo o universo que ronda sua marca. Além de atualizar seu cliente sobre os lançamentos e novidades, você cria uma relação fiel e mais próxima quando você mune ele de informações proveitosas do tipo: qual tendência está em alta, como usar essa tendência, dicas de moda e consultoria de imagem em geral, curiosidades, entrevistas com mulheres admiradas pelo seu público alvo, novidades, a marca na mídia, quem usa, etc. Se ele gostar do que leu, vai compartilhar entre seus amigos com toda certeza, sendo assim, seu aliado na divulgação;

3.Sua marca reafirma seu posicionamento de forma mais enfática e se destaca entre seus concorrentes que ainda estão nas sombras, escondendo-se de tudo e de todos, se limitando a gama de clientes já existentes e que, mesmo assim, ninguém garante se vão conseguir manter;

4.As redes sociais não são o suficiente quando sua marca está com planos para crescer. Suas ações, eventos, lançamentos, novidades, são tantos que as redes sociais não dão conta de divulgar de forma “agradável” tudo isso sem exagerar nas postagens e textos. A forma de visualizar e organizar conteúdo aprofundado em blogs, revistas e e-books é muito mais adequada. As redes sociais servem como uma “isca” para tocar no assunto e chamar o cliente para receber a informação completa em outro canal.

 

Se a ideia te convenceu e você pretende aumentar sua gama de clientes fiéis, os blogs das marcas de semijoias Waufen, Francisca Joias, Maria Dolores e a Morana trabalham muito bem nesse sentido. A Morana ainda produz quatro vezes por ano a Morana Mag, revista da marca.

Levar conteúdo e informação de qualidade ao seu público alvo nunca é demais e, como vimos, têm sido um dos componentes chave do mix de marketing das maiores marcas do mercado. Em uma era em que, cada vez mais, as pessoas estão mais questionadoras e bem menos alienadas, mostrar a marca por dentro e por fora e ainda, “de brinde”, disponibilizar informações interessantes, atuais e segmentadas, é um grande diferencial.

 

 

Texto: Elisa Baeninger Grego para Vitrinne Magazine

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s